Estudo da ANAPE avalia sistemas utilizados pelas Procuradorias-Gerais dos Estados

Para identificar as melhores práticas e as soluções tecnológicas disponíveis pelas Procuradorias-Gerais dos Estados (PGEs), a Diretora de Tecnologia da Associação Nacional dos Procuradores de Estado (ANAPE)Dra. Daniele Lerípio, trabalha em um diagnóstico de âmbito nacional dos sistemas e das ferramentas atualmente utilizados pela Advocacia Pública. 
“A partir desse estudo vamos poder identificar inclusive soluções tecnológicas ‘caseiras’ que podem ser compartilhadas entre as Procuradorias, propiciando maior integração e partilha de dados, bem como apontar ferramentas que possam servir de referência para aperfeiçoar os serviços”, explica Daniele, que integra a Diretoria Executiva da APERGS.

O questionário está sendo aplicado junto às Procuradorias dos Estados e do Distrito Federal, e aborda questões como, por exemplo, os sistemas de gestão de processos implementados, as funcionalidades das ferramentas disponíveis, se está integrado a outros sistemas do Judiciário e às Secretarias de Fazenda para buscar informações sobre parcelamentos, módulo de RPVs e funcionalidades de inteligência artificial.

Nesse estudo, a Diretoria de Tecnologia da ANAPE também está fazendo o levantamento das Procuradorias que já aderiram ao Sistema Único de Procuradorias (SUPP) — o gerenciador eletrônico de produção jurídica desenvolvido e disponibilizado gratuitamente pela Advocacia-Geral da União (AGU), ao qual a PGE-RS já integra. “Isso é importante para racionalizar recursos públicos e processos. Vamos identificar quem está e quais os motivos que impedem algumas unidades de aderir a essa tecnologia”, explica. A expectativa é que o estudo seja concluído ainda neste primeiro semestre de 2021.