26 de Agosto de 2019

Encontro debate reforma política e panorama atual da democracia brasileira



A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Cármen Lúcia virá a Porto Alegre para participar do VIII Congresso Internacional Revisitando o Direito Público. Promovido pela Escola Superior de Advocacia Pública da Associação dos Procuradores do Estado do RS (ESAPERGS), a programação debaterá o tema “Democracia brasileira: panorama atual e reforma política”. Será nos dias 17 e 18 de outubro, na Escola Judicial do TRT4 (Av. Praia de Belas, 1432 – prédio 3 – Porto Alegre).

Voltado a profissionais e estudantes de Direito, o evento também contará com palestras de especialistas internacionais. Entre os nomes confirmados, estão o professor francês da Faculdade de Sorbonne, Renaud Bourget; o Doutor em Ciências Políticas pela Universidade de Illinois (Estados Unidos) Luciano da Ros, a Doutora em Ciência Política pela Universidade Eichstätt (Alemanha) Silvana Krause, e a procuradora Fernanda Tonetto, Doutora em Direito pela Faculdade de Sorbonne. Haverá ainda um painel com cinco políticos gaúchos, que abordarão a atuação parlamentar.

O Congresso Internacional Revisitando o Direito Público é realizado a cada dois anos, tornando-se uma tradição no calendário jurídico. “Nosso foco é falar sobre questões atuais e que impactam diretamente na sociedade, entre eles o sistema político e tudo que o envolve, como a sua reforma. Convidamos professores que debatem e pesquisam sobre a temática do Congresso e, ainda, demais atores que vivenciam a política a compartilharem suas análises, experiências e avaliações”, destaca a diretora-presidente da ESAPERGS, Flávia Faermann.

O evento também contará com a participação dos procuradores do Estado do RS, Guilherme Valle Brum e Fabiana da Cunha Barth, dos Doutores Juliana Cristine Diniz Campos, Henrique Abel, Carlos Reverbel, Marcelo Duque e do historiador Voltaire Schilling.

As inscrições estão abertas e devem ser realizadas pelo e-mail escola@apergs.org.br. Para os alunos de Direito, o congresso é contabilizado como 12 horas de atividades complementares.

Fonte: Assessoria de Imprensa/APERGS

 
 


26/Ago/2019 - Encontro debate reforma política e panorama atual da democracia brasileira

16/Ago/2019 - Soluções inovadoras em advocacia pública são apresentadas em evento

02/Ago/2019 - Importância do papel dos procuradores junto aos gestores públicos é tema de congresso em Gramado

30/Jul/2019 - Apergs firma parceria com o Sicredi

30/Jul/2019 - Artigo: Sai o “jeitinho”, entra a prevenção